Como o certificado vem sendo utilizado na área da saúde?

15 de agosto de 2019 0 Por Thaís Barbosa
medico blog certificado - Como o certificado vem sendo utilizado na área da saúde?

O uso dos certificados tornou-se uma realidade efetiva e ganhou adesão no segmento da saúde. O documento funciona como identificação eletrônica do profissional. O órgão do governo que faz sua administração e rege a Certificação Digital no Brasil é o ITI (Instituto Nacional de Tecnologia da Informação).

O certificado digital  ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileiras), além de personificar a pessoa na rede mundial de computadores, assegura, por força da legislação atual, validade jurídica aos atos praticados com o seu uso.

A certificação digital permite transações e operações em meios eletrônicos que demandam identificação da pessoa. No setor da saúde não é diferente, muitas atividades são feitas por meio dessa ferramenta.

Com o documento, os profissionais da saúde acessam e fazem anotações no PEP (Prontuário Eletrônico dos Pacientes) — arquivo digital que contém o histórico de informações do paciente. Além disso, possibilita que os médicos assinem digitalmente atestados médicos e receituários.

A troca de informações entre operadoras de planos de saúde e prestadoras de serviços também pode ser feita com o certificado digital. Por meio dele, é possível ter acesso ao padrão TISS (Troca de Informação na Saúde Suplementar).

Possibilita ainda que esses profissionais façam a declaração do DMED (Declaração dos Serviços Médicos e de Saúde) e efetuem assinaturas eletrônicas no SISREL (Sistema de Ressarcimento Eletrônico ao SUS).

Quais as vantagens de utilizar o certificado digital para área da saúde?

Após viabilizar a tramitação completa dos processos físicos e documentos em papel para o meio digital, o certificado permite desfrutar de muitas vantagens que os sistemas informatizados trazem. São elas:

  • segurança para a instituição, profissionais e pacientes: elimina o risco de erro na interpretação da grafia e impossibilita a falsificação e extravio de documentos;
  • agilidade e simplificação: diversos serviços são facilitados, sobretudo por meio dos aplicativos, e norteiam as consultas de forma ágil e certeira;
  • redução de custos: principalmente associados à assinatura e ao reconhecimento de documentos;
  • autenticidade e validade jurídica; os documentos possuem a mesma validade que os assinados em papel;
  • realização de transações seguras: não compromete a validade do conteúdo e garante que a informação contida no documento eletrônico não seja transferida para outro documento;
  • comodidade para as partes envolvidas.

Embora tenha se tornado um documento indispensável aos profissionais da saúde, muitos ainda têm dúvidas sobre seu uso e como obtê-lo. Por esse motivo, é importante buscar o melhor atendimento e um serviço personalizado, que esclareça todas as dúvidas e aconselhe qual o mais adequado.